São Paulo
15°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
18°C
Salvador
27°C
Belo Horizonte
19°C
Fortaleza
27°C
Recife
26°C
Manaus
24°C
Curitiba
11°C
Porto Alegre
10°C
Home >> Último Segundo >> "Tragédia", diz ministra de Lula sobre morte de vítima de fake news

"Tragédia", diz ministra de Lula sobre morte de vítima de fake news

Ministra Cida Gonçalves falou da morte Jéssica Vitória Canedo

por

Naian Lucas Lopes

24 de dezembro de 2023

IG

Cida Gonçalves é ministra do governo LulaReprodução/TV Brasil

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, lamentou neste fim de semana a morte da jovem Jéssica Vitória Canedo, de apenas 22 anos, vítima de uma onda de ódio na internet por conta de uma fake News. A chefe da pasta chamou o episódio de ‘tragédia” e que é “fruto da irresponsabilidade de perfis nas redes sociais’.

“A morte de Jéssica Vitória Canedo, uma jovem de 22 anos, nesta sexta-feira (22), é mais uma tragédia fruto da irresponsabilidade de perfis nas redes sociais que lucram com a misoginia e disseminação de mentiras e, igualmente, da falta de responsabilização das plataformas”, publicou a ministra.

“É inadmissível que o conteúdo mentiroso contra Jéssica, que fez crescer uma campanha de difamação contra a jovem, não tenha sido retirado do ar nem pelo dono da página nem pela plataforma X ao longo de quase uma semana, mesmo depois dos apelos da própria Jéssica e de sua mãe”, continuou.

“O governo do presidente Lula tem dado prioridade ao combate às fake news e à misoginia. É preciso que haja justiça urgente para a trágica morte de Jéssica e que possamos construir também em curto prazo um ambiente saudável e de respeito para as mulheres na internet”, completou.

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, também lamentou a morte de Jéssica edeclarou que é preciso debater seriamente a regulamentação das redes sociais.

“Irresponsabilidade das empresas que regem as redes sociais diante de conteúdos que outros irresponsáveis e criminosos nela propagam tem destruído famílias e impossibilitado uma vida social minimamente saudável. “Por isso, volto ao ponto: a regulação das redes sociais torna-se um imperativo civilizatório, sem o qual não há falar-se em democracia ou mesmo em dignidade. O resto é aposta no caos, na morte e na monetização do sofrimento”, comentou.

A jovem de 22 anos foi citada pelo perfil como suposto novo affair do humorista Whindersson Nunes.Ambos negaram a informação.

Após a publicações de supostos prints de conversas envolvendo Jéssica e Whinderson, ela passou a receber diversos ataques virtuais. O volume de mensagens de ódio foi tão grande, que a vítima chegou a pedir para que parassem de mandar mensagens para ela. A mãe da jovem também gravou um vídeo fazendo o mesmo apelo.

O que diz a Choquei

Em nota, publicada no X através de sua representação jurídica, a “Choquei” disse que não houve “qualquer irregularidade na divulgação das informações prestadas” sobre o suposto affair de Jéssica e Whindersson.

Segundo o perfil, “não há responsabilidade a ser imputada pelos atos praticados, haja vista a atuação mediante boa-fé e cumprimento regular das atividades propostas”.

O comunicado, assinado pela advogada Adélia de Jesus Soares, foi publicado no perfil da página no Instagram e no X. A página disse querer “ressaltar que todas as publicações foram feitas com base em dados disponíveis no momento e em estrito cumprimento das atividades habituais decorrentes do exercício do direito à informação”. Sem citar a morte da jovem, afirmaram lamentar “profundamente” o episódio.

Choquei Cida Gonçalves Fake news Jéssica Vitória Canedo Lula Silvio Almeida Whindersson Nunes

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.