São Paulo
28°C
Rio de Janeiro
27°C
Brasília
26°C
Salvador
29°C
Belo Horizonte
25°C
Fortaleza
27°C
Recife
27°C
Manaus
27°C
Curitiba
22°C
Porto Alegre
26°C
Home >> Último Segundo >> SP: Uma pessoa morre e parte da capital fica sem luz após chuvas

SP: Uma pessoa morre e parte da capital fica sem luz após chuvas

Há relatos de residências há mais de 17 horas sem energia

por

iG Último Segundo

9 de janeiro de 2024

IG

A forte chuva que fez estragos em São Paulo, logo no início de novembro, impactou na vida do paulistano. Além dos alagamentos, milhares de pessoas ficaram sem luz por mais de um dia.A forte chuva que fez estragos em São Paulo, logo no início de novembro, impactou na vida do paulistano. Além dos alagamentos, milhares de pessoas ficaram sem luz por mais de um dia.

A cidade de São Paulo registrou chuvas intensas e ventos fortes na tarde de segunda-feira (8). Um homem de 58 anos morreu depois de ser atingido por uma árvore que caiu em Itupeva, município a cerca de 70 km da capital paulista. Ele foi atingido ao descer do carro para abrir o portão da garagem. Na capital, também há relatos de imóveis no escuro há cerca de 17 horas.

Os ventos chegaram a 76 km/h e causaram queda de árvores e galhos danificando trechos da rede elétrica. Moradores voltaram a ficar sem luz em diferentes pontos da cidade. Em nota, a prefeitura, sob a gestão de Ricardo Nunes (MDB), afirmou que a cidade tem 50 árvores sobre a fiação elétrica à espera da Enel para sua remoção.

“A Enel ainda não tem previsão para atuar. Sem o desligamento da energia por parte da empresa, nossas equipes não podem remover as árvores caídas para reduzir os transtornos”, afirmou a prefeitura.

Até o momento, não há previsão de atuação da Enel, concessionária responsável pelo fornecimento de energia na capital. Sem o desligamento da energia elétrica por parte da concessionária, fica impossibilitado o trabalho das equipes da Prefeitura que estão nas ruas intensificando a remoção das árvores caídas para amenizar os transtornos, afirma.

Em resposta, a Enel não informou a quantidade de endereços prejudicados. Disse apenas que restabeleceu a energia para aproximadamente 70% dos clientes que tiveram o fornecimento impactado com as chuvas recentes.

“A empresa aumentou suas equipes e realizou manobras remotas para minimizar os problemas. Nossos técnicos estão trabalhando desde ontem, inclusive durante a madrugada, para consertar os danos na rede de distribuição. Cerca de 800 equipes continuarão o trabalho ao longo do dia para restaurar a energia”, afirmou a Enel.

A empresa afirma que os municípios mais atingidos na área de concessão foram São Paulo e Santo André. Na capital paulista, Moema, Vila Nova Conceição, Jardim Paulista, Planalto Paulista, Jabaquara, Vila Mariana, Pedreira, Pirituba, Centro e Itaquera foram os bairros mais afetados.

A companhia reforçou seu plano de ação com aumento das equipes em campo e manobras remotas via sistema de telecomando para minimizar o impacto aos clientes. Técnicos da companhia atuam desde a tarde de ontem, inclusive durante a madrugada, para reconstruir os trechos da rede de distribuição danificados. Cerca de 800 equipes seguirão trabalhando ao longo do dia para restabelecer a energia para todos.

O temporal causou diversos pontos de alagamentos. Segundo a Defesa Civil, foram registrados quase 200 chamados de queda de árvore só na capital, 11 chamados para enchentes e alagamentos e nenhum chamado para deslizamento ou desmoronamento.

O Parque Ibirapuera, na zona sul, está temporariamente fechado depois que parte de uma estrutura metálica que estava na marquise do parque caiu. Os bombeiros socorreram 4 pessoas que ficaram feridas e as levaram ao Hospital Israelita Albert Einstein.

Chuvas Enel energia eletrica morte São Paulo

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.