São Paulo
28°C
Rio de Janeiro
27°C
Brasília
26°C
Salvador
29°C
Belo Horizonte
25°C
Fortaleza
27°C
Recife
27°C
Manaus
27°C
Curitiba
22°C
Porto Alegre
26°C
Home >> Último Segundo >> Ricardo Nunes diz que Valdemar selou apoio do PL à sua candidatura

Ricardo Nunes diz que Valdemar selou apoio do PL à sua candidatura

Com isso, Bolsonaro deve apoiar a reeleição do prefeito, em detrimento da candidatura do ex-ministro Ricardo Salles

por

iG Último Segundo

4 de janeiro de 2024

IG

Ricardo Nunes, prefeito de São PauloEdson Lopes Jr/Secom

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou na manhã desta quarta-feira (4) que o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, “bateu o martelo” a respeito do apoio do partido nas eleições municipais. Nunes disse que sempre procurou o apoio da legenda do ex-presidente Jair Bolsonaro contra o que chamou de “extrema-esquerda”, em crítica a Guilherme Boulos (PSOL), também candidato à Prefeitura da capital. 

“Ele (Valdemar) me confirmou que o assunto estava superado, martelo batido, e estaria caminhando junto com a gente, e portanto, a outra opção de candidatura estava descartada”, disse o prefeito em uma entrevista à Rádio Eldorado.

Se for confirmado, Bolsonaro deve apoiar a reeleição de Nunes, em detrimento do seu ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que também lançará seu nome. 

Sobre Boulos, o prefeito não poupou críticas ao adversário. “Uma pessoa que é bastante agressiva, que tem um histórico de invasões, que fez esse trabalho junto com os sindicatos do Metrô de separar a cidade, criou o caos na cidade, trabalhando por trás de forma oculta, sem nenhuma experiência”, disse.

O prefeito Ricardo Nunes declarou ainda não ter ouvido de Bolsonaro que seu apoio estaria condicionado à indicação de um vice. Em relação a este assunto, Nunes espera consultar um conjunto de partidos para definir o nome, ressaltando que as opiniões de Bolsonaro e do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) terão “muito peso”.

Segundo reportagem do Estadão, a intenção de Bolsonaro é indicar alguém do seu “núcleo duríssimo” para compor a chapa.

Sobre a possibilidade de Marta Suplicy, secretária de Relações Internacionais, ser a vice de Boulos na corrida pela Prefeitura de São Paulo, o prefeito Ricardo Nunes reiterou seu posicionamento, minimizando as articulações do PT. O prefeito afirmou não enxergar a chapa como algo concreto e considerou que “uma mudança tão radical” por parte da secretária não faria sentido.

“Não tive por parte da Marta nenhuma ligação, nenhum comentário sobre isso, são coisas que saíram da imprensa, bastante barulho. Dela, que é minha amiga pessoal, tem uma amizade pessoal com a minha esposa, que a gente se conhece há tantos anos, ela não me falou nada”, declarou o prefeito. “Então para mim é algo que não estou levando como concreto”, continuou.

Além disso, Nunes destacou que não pretende abordar o assunto com a secretária quando ela retornar de férias, em meados do próximo dia 15. “Não vejo motivo para eu procurá-la uma vez que ela mesma não mencionou esse assunto para mim”.

Sobre a possível aliança entre Nunes e Bolsonaro incentivando Marta a voltar para o PT, o prefeito negou o tema e destacou que a busca por apoios é um processo comum.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou em ação para articular a chapa, pois a indicação de vice na chapa de Boulos é uma prerrogativa do PT. Marta e Lula teriam conversado por telefone, porém, ainda não houve notícias sobre um encontro pessoal para definir os detalhes dessa aliança.

bolsonaro pl Política Ricardo Nunes valdemar

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.