São Paulo
19°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
19°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
18°C
Fortaleza
27°C
Recife
26°C
Manaus
27°C
Curitiba
16°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Último Segundo >> Réveillon de Copacabana terá câmeras de reconhecimento facial

Réveillon de Copacabana terá câmeras de reconhecimento facial

Comemoração terá shows de Ludmilla, Luísa Sonza, Jorge Aragão, Belo e escolas de samba

por

iG Último Segundo

26 de dezembro de 2023

IG

Réveillon de Copacabana reuniu 2 milhões de pessoas na útlima edição João Laet / Agência O Dia

A queima de fogos em Copacabana, tradicional no Rio de Janeiro, contará com câmeras de reconhecimento facial instaladas por toda a orla. O intuito é identificar foragidos da Justiça.

A medida foi informada pelo Governo do Estado e pela prefeitura da cidade, durante uma entrevista coletiva conjunta, onde também foi apresentado o planejamento das operações para o evento.

“Essas câmeras têm a capacidade de identificar placas de veículos e a identificação facial, com cruzamento com o banco de dados de mandados de prisão. Essa informação vai chegar no nosso Centro Integrado de Comando e Controle e vai permitir que os policiais sejam informados, na ponta da linha, sobre veículos roubados e furtados, além de criminosos foragidos da Justiça”, destacou o representante da PM.

As câmeras de reconhecimento facial atendem um pedido das autoridades para que o evento conte com mais segurança. Serão 61 torres, 800 grades, 150 detectores de metal e 15 lanternas do tipo holofote. A Polícia Militar será responsável por controlar o acesso e realizar a revista em todos os pontos espalhados pela cidade. O contingente de policiais será 11% superior ao apresentado em 2022.

A Polícia Civil terá 3,6 mil agentes de plantão nas delegacias durante o réveillon, com um destaque para na Zona Sul, especialmente nas proximidades da orla de Copacabana. As delegacias especializadas e a Justiça estarão de funcionamento em esquema de plantão.

Como será a festa

A queima de fogos terá duração de 12 minutos na praia de Copacabana, principal palco, mas também será realizada em outros 12 pontos da cidade: Praia de Ramos, Flamengo, Penha, Parque Madureira, Praia de Sepetiba, Ilha do Governador, Ilha de Paquetá, Praça Mauá e Bangu.

Em Copacabana, serão 10 balsas espalhadas pela orla, além de maestro, orquestra sinfônica e um espetáculo com 800 drones. Haverá ainda dois palcos, localizados nas proximidades do hotel Copacabana Palace, sendo um posicionado para a praia de Copacabana e outro para a praia do Leme.

No primeiro palco, nomes como Ludmilla, Luísa Sonza, Gloria Groove, Nattan e a escola de samba Imperatriz Leopoldinense, irão embalar o público. O outro palco será dedicado ao samba e contará com apresentações de Jorge Aragão, Teresa Cristina, Diogo Nogueira, Belo e Unidos do Viradouro.

Lei seca com mais equipamentos

A operação da Lei Seca irá funcionar em um horário diferenciado e com equipamento reforçado. Serão quatro drones com capacidade de reconhecimento facial auxiliando as equipes. O objetivo é flagrar motoristas embriagados que tentam driblar a fiscalização, trocando de lugar com o passageiro antes de passar pela fiscalização, por exemplo. Os agentes esperam que a operação comece bem antes do show, já no fim da tarde do dia 31.

Copacabana Lei Seca reveillon Rio de Janeiro Segurança

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.