São Paulo
14°C
Rio de Janeiro
21°C
Brasília
22°C
Salvador
26°C
Belo Horizonte
20°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
26°C
Curitiba
10°C
Porto Alegre
14°C
Home >> Último Segundo >> Mulher é morta por namorado após suspeita de traição em festa de Natal

Mulher é morta por namorado após suspeita de traição em festa de Natal

Vítima identificada como Patrícia do Nascimento Feitosa, de 44 anos, foi morta a facadas. Homem foi preso em flagrante

por

Rafael Nascimento

26 de dezembro de 2023

IG

Patrícia do Nascimento Feitosa, de 44 anos, foi vítima de feminicídioReprodução

Um homem foi preso em flagrante após assassinar a namorada a facadas, na noite da véspera de Natal (24/12), em Ceilândia, no Distrito Federal. O suspeito, identificado como José da Luz Bento da Conceição, de 41 anos, matou Patrícia do Nascimento Feitosa, 44, após desconfiar de uma suposta traição que teria ocorrido durante a celebração de Natal. As informações são do Metrópoles.

O homem se apresentou à 15ª DP (Ceilândia Centro) com cortes profundos no pescoço e nos pulsos, e confessou o crime à equipe do Corpo de Bombeiros que foi acionada para socorrê-lo na delegacia.

O caso

O casal havia ido a uma festa na noite do último domingo (24), véspera de Natal, quando teve um desentendimento. José relatou que deixou o local, mas a namorada permaneceu e ficou na companhia de outras pessoas.

Quando Patrícia chegou em casa, ela e o namorado tiveram outra briga e, com ciúmes, o agressor pegou uma faca e golpeou a vítima várias vezes na barriga. Ainda com vida, a mulher tentou resistir, mas acabou levando facadas no pescoço.

Após bombeiros ouvirem o relato na delegacia, quando José se entregou, policiais civis foram à casa onde ocorreu o crime e encontraram o corpo de Patrícia caído sobre uma poça de sangue.

O homem foi preso em flagrante, e o caso foi registrado na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Ceilândia (Deam). A ocorrência é a 34ª notificada como feminicídio no Distrito Federal em 2023. A quantidade é o dobro do total contabilizado no ano anterior.

Ceilândia Feminicídio

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.