São Paulo
20°C
Rio de Janeiro
25°C
Brasília
20°C
Salvador
27°C
Belo Horizonte
21°C
Fortaleza
26°C
Recife
28°C
Manaus
27°C
Curitiba
18°C
Porto Alegre
22°C
Home >> Último Segundo >> Marta pede demissão e deixa secretaria após aceitar ser vice de Boulos

Marta pede demissão e deixa secretaria após aceitar ser vice de Boulos

Ex-senadora era secretária de Relações Institucionais da Prefeitura de São Paulo e será a vice na chapa adversária a de Ricardo Nunes nas eleições deste ano

por

João Vitor Revedilho

9 de janeiro de 2024

IG

Marta Suplicy ao lado do prefeito Ricardo NunesReprodução

A ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy pediu demissão da Secretaria de Relações Institucionais da Prefeitura de São Paulo após ela aceitar ser vice na chapa de Guilherme Boulos nas eleições deste ano. A demissão foi confirmada após uma reunião com o prefeito Ricardo Nunes (MDB) na tarde desta terça-feira (9).

No encontro, Nunes teria informado sobre a demissão da secretária, mas ela também entregou uma carta de demissão em que agradecia pela oportunidade na secretaria. Marta relembrou do apoio do ex-prefeito Bruno Covas, morto em 2021, e relembrou as campanhas realizadas para manter a boa imagem da capital paulista no cenário internacional. 

“Agradeço a oportunidade de ter-me proporcionado trabalhar pela cidade de São Paulo à frente da Secretaria de Relações Internacionais nos últimos 36 meses. […] Agradeço à toda equipe de colaboradores, como também a do prefeito Bruno Covas que, em todos os momentos, acolheram-me com carinho, cordialidade, respeito e disposição de trabalho e dedicação”, disse Marta. 

O documento ressalta que a demissão dela é “em comum acordo”, em referência as especulações de que Nunes a demitiria na tarde desta terça. Ela ainda citou que seguirá “caminhos coerentes” com sua trajetória e “valores que norteam” a vida. 

“Neste momento em que o cenário político da nossa cidade prenuncia uma nova conjuntura, diferente daquela que, em janeiro de 2021, tive a honra de ser convidada por Bruno Covas para assumir a Secretaria Municipal de Relações Internacionais, encaminho, nesta data, de comum acordo, meu pedido de demissão deste cargo”. 

“Como em outras passagens da minha vida pública, seguirei caminhos coerentes com minha trajetória, princípios e valores que nortearam toda a minha vida pública e que proporcionaram construir o legado que me trouxe até aqui”, concluiu Marta Suplicy. 

Marta se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na segunda-feira (8) e aceitou compor a chapa de Boulos. De quebra, a ex-senadora voltará ao PT, partido em que militou entre 1981 e 2015.

Nunes ficou sabendo do acordo pela imprensa e se sentiu traído pela secretária. Nos bastidores, o prefeito teria ficado chateado e indignado com a decisão de Marta Suplicy, e já teria preparado uma carta para demiti-la. 

Ricardo Nunes acreditava que a ex-senadora pudesse o apoiar no pleito deste ano. Em entrevistas, o prefeito paulistano negava a saída de Marta da Prefeitura ou que ela pudesse concorrer com adversários.

Após a reunião com Lula, Marta Suplicy passou a preparar sua carta de demissão e iria se reunir com Nunes na segunda quinzena deste mês. Entretanto, a repercussão da notícia provocou uma mudança de planos e o próprio prefeito de São Paulo convocou uma reunião com a secretária.

Brasil Panorama São Paulo Vice de Boulos

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.