São Paulo
22°C
Rio de Janeiro
26°C
Brasília
23°C
Salvador
28°C
Belo Horizonte
23°C
Fortaleza
27°C
Recife
30°C
Manaus
33°C
Curitiba
20°C
Porto Alegre
28°C
Home >> Último Segundo >> Maceió: Mina afunda mais 5,7 cm em 24h e Defesa Civil mantém alerta

Maceió: Mina afunda mais 5,7 cm em 24h e Defesa Civil mantém alerta

O afundamento do solo acumulado chegou a 2,06m de profundidade, e segue avançando a uma velocidade de 0,23cm por hora

por

Lara Tôrres

8 de dezembro de 2023

IG

Lagoa avança em afundamento causado pela Braskem em MaceióReprodução/Defesa Civil de Alagoas

O afundamento do solo provocado pela mina da Braskem que está sob risco de colapso no bairro do Mutange, em Maceió, chegou a 2,06m de profundidade, segundo a atualização da manhã desta sexta-feira (8), divulgada pela Defesa Civil de Alagoas. 

A mina em risco de colapso sob é uma dentre 35 onde a Braskem extraía sal-gema, minério utilizado na fabricação de soda cáustica e PVC. Até agora, 60 mil pessoas foram desalojadas desde que a instabilidade no solo abriu rachaduras em imóveis e crateras nas ruas. 

Apenas nas últimas 24 horas o terreno afundou mais 5,7cm e a cidade permanece em alerta enquanto o chão cede a uma velocidade de aproximadamente 0,23 cm por hora (0,02 a mais que na última medição).

Na quinta-feira (7), a água da Lagoa Mundaú começou a invadir o terreno afundado que antes era seco, o que também causa preocupação. 

A Defesa Civil informou que ainda não dá para dizer se o solo está se estabilizando ou não, pois há muita variação na velocidade de afundamento, que tem aumentado e diminuído várias vezes nos últimos dias.

Diante desse cenário, o monitoramento continua sendo feito 24 horas por dia, e a recomendação para que ninguém circula pela região desocupada também permanece.

afundamento de solo alagoas Braskem maceió mina

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.