São Paulo
24°C
Rio de Janeiro
26°C
Brasília
22°C
Salvador
29°C
Belo Horizonte
25°C
Fortaleza
26°C
Recife
27°C
Manaus
25°C
Curitiba
22°C
Porto Alegre
24°C
Home >> Último Segundo >> Lula volta a culpar Bolsonaro por 8/1: 'Não aceitou a nossa vitória'

Lula volta a culpar Bolsonaro por 8/1: 'Não aceitou a nossa vitória'

Invasão golpista na praça dos Três Poderes vai completar um ano na próxima segunda-feira

por

iG Último Segundo

6 de janeiro de 2024

IG

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)Fernando Frazão/Agência Brasil – 07/12/2023

Após quase um ano dos atos golpistas de 8 de janeiro que depredaram a praça dos Três Poderes, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a dizer que a culpa da invasão é do ex-mandatário Jair Bolsonaro (PL).

Segundo o chefe do Executivo, Bolsonaro planejou e, “covardemente, se escondeu”, ao deixar o Brasil dias antes de terminar o mandato, no ano de 2022.

“Eu acredito que tem um responsável direto, que planejou tudo isso e que, covardemente, se escondeu e saiu do Brasil com antecedência, que foi o ex-presidente da República”, disse o presidente em entrevista ao Metrópoles.

Lula complementa afirmando Bolsonaro não aceitou a vitória do petista nas eleições presidenciais de 2022. 

“É sabido que ele não aceitou a nossa vitória. É sabido que ele tentou desmoralizar, o tempo inteiro, a Justiça Eleitoral. É sabido que ele tentou desmoralizar todas as instituições possíveis. Ele planejou isso, covardemente, e não teve coragem de assumir. Saiu e deixou os mandantes dele para cumprir o que fez”, declarou o chefe do Executivo.

Dias após os atos, Lula já havia dito que o idealizador da invasão foi o ex-presidente,  porque “passou quatro anos instigando o povo a ter ódio”.

“Não tenho dúvidas de que ele tentou dar um golpe. Isso ia acontecer desde o primeiro dia da minha posse, mas como era muita gente, esperei uma semana. Eu vi tudo pela televisão, eles assaltaram o Palácio do Planalto, houve descaso de quem estava assistindo e entraram no Congresso Nacional, no STF e no Palácio. Agora tem gente na cadeia”, afirmou Lula ao El País em janeiro de 2023.

O presidente ressaltou ainda o papel da democracia e assegurou que todos os responsáveis pelos atos serão penalizados.

“Nós não temos pressa. O que nós queremos é que seja feita justiça, de fato e de direito, para que nunca mais alguém ouse dar um golpe no processo democrático”, defendeu Lula.

“Por causa da democracia que pessoas como eu chegam à Presidência da República. Aliás, é por causa da democracia que pessoas como o ex-presidente chegam à Presidência da República. É por causa da Justiça Eleitoral, que ele tentou desmoralizar, que nós chegamos à Presidência da República”, disse.

8 de janeiro atos golpistas bolsonaro Lula

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.