São Paulo
18°C
Rio de Janeiro
21°C
Brasília
13°C
Salvador
26°C
Belo Horizonte
16°C
Fortaleza
24°C
Recife
25°C
Manaus
26°C
Curitiba
16°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Último Segundo >> Lula fala 'em brigar na Justiça' sobre veto ao Marco Temporal

Lula fala 'em brigar na Justiça' sobre veto ao Marco Temporal

Presidente discursou em um evento em Brasília, onde discursou sobre a dificuldade do governo em negociar com o Congresso

por

iG Último Segundo

23 de dezembro de 2023

IG

Lula, Janja e ministros em evento ‘Natal com catadores’ no estádio Mané Garrincha, em Brasília, na sexta-feira (22)Ricardo Stucket

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou nesta sexta-feira (22) durante sua participação no evento “Natal com os Catadores”, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, sobre as dificuldades de articulação entre o governo federal e Congresso Nacional. 

Ele lembrou a derrubada dos vetos presidenciais à lei que institui o Marco Temporal para a demarcação de Terras Indígenas. De acordo com o presidente, agora será preciso “brigar na Justiça”.

No discurso, o mandatário citou todos os ministros presentes no evento, entre eles, Alexandre Padilha, das Relações Institucionais, e pediu compreensão de seus apoiadores sobre o atual cenário da esquerda no Legislativo. Segundo ele, a capacidade do governo de articular as pautas no Legislativo depende de muita negociação.

“Padilha foi escolhido por mim pra manter uma relação difícil. Tivemos conquistas. É preciso vocês lembrarem: o PT tem só 70 deputados, de 513; o PCdoB tem um pouquinho, o PSD tem um pouquinho, o PDT tem um pouquinho. A chamada esquerda toda não deve ter 130 deputados, de 513”, afirmou o chefe do Executivo federal.

Veto do Marco Temporal indígena

Ao falar sobre a capacidade de negociação da esquerda dentro do Congresso Nacional, Lula usou como o exemplo a situação do marco temporal. 

 “Vocês estão lembrados que tinha tido uma decisão da Suprema Corte, aí a Câmara aprovou uma coisa totalmente contraria àquilo que o movimento queria, que os indígenas queriam. Quando chegou na minha mão eu vetei tudo”, detalhou. 

O Congresso Nacional derrubou, em 14 de dezembro, todos os vetos do presidente ao Marco Temporal para a demarcação Terras Indígenas. Na Câmara dos Deputados, foram 137 votos pela manutenção do veto e 321 pela derrubada. No Senado, 19 votos pela manutenção e 53 pela derrubada do veto.

O Marco Temporal, que o STF já decidiu que não cabe na interpretação da Constituição, prevê que só podem ter reservas demarcadas indígenas que possam provar que estavam no território quando a Constituição foi promulgada, em 1988. Os indígenas, porém, dizem que em muitos casos não podem fazer essa comprovação porque haviam sido expulsos por invasores.

Lula

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.