São Paulo
21°C
Rio de Janeiro
25°C
Brasília
22°C
Salvador
29°C
Belo Horizonte
21°C
Fortaleza
29°C
Recife
29°C
Manaus
26°C
Curitiba
20°C
Porto Alegre
26°C
Home >> Último Segundo >> Lira defende regulamentação das redes sociais

Lira defende regulamentação das redes sociais

Presidente da Câmara disse que apoia o PL das Fake News

por

iG Último Segundo

3 de janeiro de 2024

IG

Arthur Lira Reprodução

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), em entrevista à TV Câmara, enfatizou a necessidade de regulamentação das redes sociais e do ambiente digital para salvaguardar os direitos individuais.

Na entrevista divulgada nesta terça-feira (2), que discutiu os 35 anos da Constituição promulgada em 1988, Lira aproveitou para destacar as dificuldades enfrentadas pelos brasileiros no meio virtual.

Em relação ao Projeto de Lei das Fake News, que não foi concluído no Congresso em 2023, Lira manifestou seu apoio à apreciação do projeto, apesar das complicações na busca por consensos.

“Esse movimento cibernético, das redes sociais, essa vida digital rápida e paralela à vida analógica, exige modificações para que a Constituição possa abraçar e proteger os direitos individuais em um mundo em constante transformação”, enfatizou Lira, acrescentando: “A realidade virtual é bastante distinta da realidade em que vivemos. É muito mais ágil e efêmera.”

Durante a entrevista, Lira também mencionou os ataques ocorridos em 8 de janeiro, os quais considerou como atos “isolados”. No entanto, ressaltou a importância de punir aqueles que atentaram contra a democracia, destacando a necessidade de uma reação unida dos Poderes para proteger as instituições.

Ao discutir sobre a Constituição, Lira sugeriu uma abordagem mais cautelosa do Congresso em relação às alterações na mesma. O deputado observou uma tendência de menor análise de Propostas de Emendas à Constituição pela Câmara e pelo Senado.

entrevista camara lira Redes Sociais regulamentação

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.