São Paulo
30°C
Rio de Janeiro
28°C
Brasília
29°C
Salvador
30°C
Belo Horizonte
30°C
Fortaleza
27°C
Recife
27°C
Manaus
28°C
Curitiba
28°C
Porto Alegre
27°C
Home >> Último Segundo >> Justiça manda afastar deputada Lucinha por ligação com a milícia do RJ

Justiça manda afastar deputada Lucinha por ligação com a milícia do RJ

A parlamentar também é alvo de buscas da Operação Batismo, deflagrada pela Polícia Federal (PF)

por

iG Último Segundo

18 de dezembro de 2023

IG

Deputada Lucinha (PSD)Reprodução: ALERJ

A deputada estadual Lúcia Helena Pinto de Barros, a Lucinha, do PSD, foi afastada do cargo por determinação do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A parlamentar também é alvo de buscas da Operação Batismo, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira (18).

Segundo as investigações, a deputada tem envolvimento com o político da milícia de Luis Antônio da Silva Braga, o Zinho, que tem forte influência na região de Campo Grande e Santa Cruz, na Zona Oeste da capital fluminense.

As apurações revelam que Lucinha é chamada de “madrinha” pelos paramilitares de Zinho, que segue foragido.

Lucinha também está proibida de frequentar a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Além disso, sua funcionária, Ariane de Afonso Lima, também é alvo de buscas.

Foram expedidos oito mandados de busca e apreensão contra a deputada. O gabinete de Lucinha na Alerj, no Centro do Rio, e a casa dela em Campo Grande são alguns dos endereços.

Lucinha é suspeita de interferir na segurança pública do Rio para a soltar milicianos presos em flagrante; atuação política que beneficia o transporte público de vans sob comando da milícia; tentar mudar o comando do batalhão da PM em Santa Cruz, área comandada por Zinho; vazar informações sobre operações policiais.

ALERJ deputada Lucinha Milícia Polícia Federal Rio de Janeiro Zinho

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.