São Paulo
21°C
Rio de Janeiro
24°C
Brasília
18°C
Salvador
26°C
Belo Horizonte
21°C
Fortaleza
26°C
Recife
27°C
Manaus
27°C
Curitiba
20°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Último Segundo >> Israel avisa que tempo está se esgotando contra grupo Hezbollah

Israel avisa que tempo está se esgotando contra grupo Hezbollah

Ataques aéreos do Líbano a Israel intensificam tensões com o grupo Hezbollah

por

Luiz Forelli Santana

29 de dezembro de 2023

IG

Foguetes lançados pelo Hezbollah, na fronteira, fez que Israel atacasse e resultasse em três mortes, segundo a mídia libanesa Divulgação

Na noite de quarta-feira, confrontos intensos na fronteira entre Israel e Líbano resultaram em três mortes em solo libanês durante um ataque aéreo israelense. De acordo com as Forças de Defesa de Israel (FDI), o disparo ocorreu devido aos toques de sirenes em um kibutz próximo à fronteira.

As tensões crescentes são provocadas pelos combates transfronteiriços entre as FDI e o grupo radical islâmico Hezbollah, que domina o sul do Líbano desde o ataque do Hamas a Israel em 7 de outubro.

Benny Gantz, membro do Gabinete de Guerra de Israel, informa que ‘Se o mundo e o governo libanês não agirem pra impedir os disparos e pra distanciar o Hezbollah da fronteira, as Forças Armadas de Israel farão isso’U.S. Air Force Staff Sgt. Jack Sanders – 11.04.2021

Benny Gantz, membro do Gabinete de Guerra de Israel, alertou que, caso o governo libanês seja incapaz de afastar o Hezbollah da fronteira, as FDI resolverão o problema por conta própria. Na quarta-feira, Benny também afirmou que o tempo está se esgotando para se chegar a uma solução diplomática com o grupo.

Benny ressaltou que a situação na fronteira exige mudança, aumentando os temores de uma guerra mais ampla no Oriente Médio.

Em um comunicado, as FDI lamentam os danos causados a civis no dia 24 de dezembro, em Al-MaghaziReprodução/Twitter

SITUAÇÃO EM GAZA

As FDI emitiram alertas  aos residentes para evacuarem Gaza. Residentes em 15 quarteirões ao sul de Wadi Gaza, incluindo o campo de refugiados de Al-Bureij, foram instruídos a deixar urgentemente suas residências em meio à intensificação da campanha militar contra o Hamas.

O comunicado se deu por meio de mensagens no X (antigo Twitter), dada a falta de comunicação e acesso à internet em Gaza. A incerteza paira sobre quantos residentes estão cientes dessas “instruções urgentes”.

O Ministério da Saúde controlado pelo Hamas, informou que os ataques aéreos israelense resultaram na morte de pelo menos 50 pessoas na quinta-feira (28). Além disso, o número de feridos aumentou de 12 para 21, agravando ainda mais a crise humanitária na região.

Ataques em Gaza Benny Gantz Faixa de Gaza Forças de Defesa de Israel FDI Hamas Hezbollah Israel Líbano

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.