São Paulo
15°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
18°C
Salvador
27°C
Belo Horizonte
19°C
Fortaleza
27°C
Recife
26°C
Manaus
24°C
Curitiba
11°C
Porto Alegre
10°C
Home >> Último Segundo >> Flávio diz que 8/1 foi 'oportunismo para prejudicar Bolsonaro'

Flávio diz que 8/1 foi 'oportunismo para prejudicar Bolsonaro'

Em publicação nas redes sociais, o senador disse que não houve tentativa de golpe durante a invasão às sedes dos Três Poderes no ano passado

por

iG Último Segundo

9 de janeiro de 2024

IG

Senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ)Jeferson Rudy/Agência Senado – 13.12.2023

Nesta terça-feira (9), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) disse que “não houve tentativa de golpe” ao falar sobre os atos registrados em 8 de janeiro de 2023, quando apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) invadiram e depredaram os prédios dos Três Poderes, em Brasília.

Em publicação nas redes sociais, o senador afirmou que houve um “oportunismo” para prejudicar o ex-mandatário.

“O esforço colossal da grande mídia para nada! Óbvio que não houve tentativa de golpe. Houve um oportunismo escroto para prejudicar Bolsonaro. Resultado: redes sociais VENCERAM a grande mídia!”, escreveu o filho do ex-presidente no X (antigo Twitter). “Daí o tesão para censurá-las! Não passarão!”

Publicação de Flávio Bolsonaro no X (antigo Twitter)Reprodução / X – 09.01.2024

Nessa segunda (8), em evento do primeiro aniversário dos ataques em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, discursaram e defenderam uma responsabilização das mídias sociais pelo episódio que aumentou a polarização política no país.

Na ocasião, Moraes afirmou que a regulação das redes sociais é importante para combater a desinformação e os atos antidemocráticos.

“Essas recentes inovações potencializaram a desinformação premeditada fraudulenta e amplificaram os discursos de ódio e antidemocráticos. A ausência de regulamentação e a inexistente responsabilização das plataformas, somadas à falta de transparência na utilização da inteligência artificial e dos algoritmos, tornaram os usuários suscetíveis à demagogia e à manipulação política, possibilitando a livre atuação desse novo populismo digital extremista e de seus aspirantes a ditadores”, disse o ministro.

Em seu discurso, Lula afirmou que “não há perdão para quem atenta contra a democracia”.

“Se a tentativa de golpe fosse bem-sucedida, muito mais do que vidraças […] teriam sido destruídas. A vontade soberana do povo brasileiro, expressa nas urnas, teria sido roubada. E a democracia, destruída. A esta altura, o Brasil estaria mergulhado no caos econômico e social”, disse ele.

O petista ainda reiterou a necessidade de punição aos que estavam por trás da organização. “Todos aqueles que financiaram, planejaram e executaram a tentativa de golpe devem ser exemplarmente punidos.”

8 de janeiro Alexandre de Moraes bolsonaro Brasília evento Flávio Bolsonaro Golpe Jair Bolsonaro Lula moraes três poderes TSE

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.