São Paulo
17°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
17°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
17°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
27°C
Curitiba
15°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Último Segundo >> Família de vítima da Covid em Manaus receberá indenização milionária

Família de vítima da Covid em Manaus receberá indenização milionária

Mulher morreu durante crise de oxigênio em Manaus

por

Naian Lucas Lopes

26 de dezembro de 2023

IG

Manaus viveu dias terríveis durante a Covid-19 em 2021Reprodução

A Justiça Federal do Amazonas ordenou que seja paga uma indenização de R$ 1,4 milhão à família de uma vítima que faleceu de Covid-19 em janeiro de 2021. O episódio ocorreu durante a crise do abastecimento de oxigênio em Manaus.

A decisão estabelece que o valor seja repartido entre o viúvo e os seis filhos da mulher. A indenização é solidária, devendo ser paga pela União, governo do Amazonas e prefeitura da capital.

A responsabilidade dos réus, neste caso, refere-se à garantia do abastecimento adequado de oxigênio nas unidades de saúde pública durante a crise da pandemia. A omissão em fornecer os leitos de UTI necessários para enfrentar o agravamento da situação também foi apontada como fator relevante na decisão judicial.

A juíza responsável pelo caso argumentou que a perda é considerada incomensurável, especialmente por se tratar da esposa e mãe da família. A situação da paciente agravou-se, e os cuidados necessários não foram providenciados, resultando em sua morte durante a crise de oxigênio em Manaus.

O histórico do caso revela que a paciente, uma mulher de 61 anos, foi diagnosticada com Covid-19 em estado crítico. Com a diminuição da saturação, a família solicitou reanimação, a qual foi negada devido à falta de leitos de UTI disponíveis. Em meio à crise de oxigênio em Manaus, a mulher faleceu em 15 de janeiro de 2021.

A defesa argumentou que o Estado falhou em fornecer a assistência à saúde necessária para preservar a vida da paciente.

O cenário de crise em Manaus entre 14 e 15 de janeiro de 2021 ficou marcado pela falta de oxigênio nas unidades de saúde, levando familiares a tentarem adquirir cilindros por conta própria para salvar seus entes queridos.

A decisão da Justiça ainda cabe recurso, e até o momento, a Prefeitura de Manaus não foi notificada, manifestando-se quando tomar ciência. A AGU (Advocacia-Geral da União) e o governo do Amazonas ainda não se pronunciaram sobre a decisão.

AGU Crise de oxigênio governo do Amazonas Manaus Prefeitura de Manaus

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.