São Paulo
14°C
Rio de Janeiro
21°C
Brasília
22°C
Salvador
26°C
Belo Horizonte
20°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
26°C
Curitiba
10°C
Porto Alegre
14°C
Home >> Último Segundo >> Faixa de Gaza: ONU pede investigação sobre mortes de jornalistas

Faixa de Gaza: ONU pede investigação sobre mortes de jornalistas

Alto Comissariado para Direitos Humanos manifestou preocupação

por

Ansa

8 de janeiro de 2024

IG

A destruição foi causada pelos ataques aéreos israelenses no bairro de Al Remal, no centro da Cidade de GazaMarwan Sawwaf/Alef MultiMedia/Oxfam – 10/10/2023

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos manifestou “muita preocupação” pelo “número elevado” de jornalistas palestinos mortos na Faixa de Gaza.

“Os homicídios de todos os jornalistas, entre eles Hamza Waël Dahdouh e Moustafa Thuraya, vítimas de um ataque atribuído a Israel ontem [este domingo, 7], devem ser objeto de uma investigação profunda e independente”, disse a agência, no X, antigo Twitter.

O comissariado, liderado por Volker Türk, defendeu a apuração para “garantir o rigoroso respeito do direito internacional”: “As violações devem ser processadas”. 

Subiu para 23.084 o número de mortos em ataques israelenses na Faixa de Gaza , de acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira (8) pelo Ministério da Saúde do enclave palestino, que é controlado pelo grupo fundamentalista Hamas.

O boletim apresenta um acréscimo de 249 vítimas registradas nas 24 horas anteriores e também contabiliza 58.926 feridos em três meses de guerra. A maior parte dos mortos é formada por crianças e mulheres, segundo as autoridades locais. 

Gaza Guerra Hamas Israel jornalistas ONU

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.