São Paulo
29°C
Rio de Janeiro
28°C
Brasília
28°C
Salvador
31°C
Belo Horizonte
27°C
Fortaleza
31°C
Recife
32°C
Manaus
27°C
Curitiba
29°C
Porto Alegre
28°C
Home >> Último Segundo >> Exército pune dois militares por desvio de conduta no 8 de janeiro

Exército pune dois militares por desvio de conduta no 8 de janeiro

Um dos oficiais ficou preso, enquanto o outro recebeu uma advertência

por

iG Último Segundo

4 de janeiro de 2024

IG

Exército pune militaresFabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil – 25.08.2023

O Exército concluiu quatro processos administrativos e puniu dois militares por desvio de conduta durante os atos golpistas do dia 8 de janeiro de 2023 em Brasília. A informação foi confirmada pelo Centro de Comunicação Social do Exército ao portal iG.

Segundo o Exército, a apuração identificou que não houve indícios de crimes por parte dos militares investigados, mas sim “transgressões disciplinares na conduta e procedimentos adotados durante a ação no Palácio do Planalto”. O Exército não revela qual foi o motivo exato das punições.

De acordo com a CNN, um dos oficiais recebeu uma advertência, enquanto o outro ficou preso por três dias. Ambos faziam parte do Batalhão da Guarda Presidencial no Palácio do Planalto.

Quando há indícios de que um oficial cometeu crimes, são abertos inquéritos policiais militares (IPMs), e não processos administrativos. Quatro IPMs foram abertos pelo Exército por conta da atuação de militares no 8 de janeiro. Os inquéritos estão atualmente sob cuidado da Justiça Militar.

Um dos quatro IPMs já resultou na condenação do coronel da reserva do Exército Adriano Camargo Testoni, que xingou colegas de corporação durante os atos golpistas em Brasília.

8 de janeiro exército militares

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.