São Paulo
20°C
Rio de Janeiro
23°C
Brasília
19°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
18°C
Fortaleza
25°C
Recife
25°C
Manaus
27°C
Curitiba
17°C
Porto Alegre
19°C
Home >> Último Segundo >> Equador: criminoso 'mais procurado do país' desaparece da prisão

Equador: criminoso 'mais procurado do país' desaparece da prisão

Homem é apontado como líder de uma organização criminosa e foi condenado por crimes como tráfico de drogas e homicídio

por

iG Último Segundo

8 de janeiro de 2024

IG

José Adolfo Macias, líder do grupo criminoso Los ChonerosReprodução/Forças Armadas do Equador

O “prisioneiro mais procurado” do Equador desapareceu da prisão onde ele estava detido, informaram as autoridades do país nesse domingo (7). Uma operação foi lançada para localizar José Adolfo Macias, líder do grupo criminoso Los Choneros.

As forças armadas do país haviam afirmado que um dos presos da cadeia de Guayaquil estava desaparecido, informou o comandante nacional da polícia, general Cesar Zapata, em uma conferência de imprensa. Apesar de o nome do preso não ter sido mencionado pelo general, a promotoria disse que investigaria a “suposta fuga” de Macias.

Também conhecido como “Fito”, o criminoso foi condenado a 34 anos de prisão, em 2011, por crimes como tráfico de drogas e homicídio.

O Los Choneros é uma organização criminosa que tem sido ligada a extorsões, assassinatos, tráfico de drogas, entre outros crimes. O grupo ainda é acusado de controlar as principais prisões do país.

“Estamos gratos pela coragem e empenho das forças policiais, que, numa operação que envolveu mais de 3.000 pessoas, intervieram na prisão em busca do prisioneiro mais procurado”, disse o porta-voz presidencial Roberto Izurieta a jornalistas.

No Equador, organizações criminosas constantemente entram em conflito nas prisões superlotadas. Conforme números oficiais, mais de 400 presidiários morreram desde 2021.

Equador Los Choneros preso prisão procurado

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.