São Paulo
17°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
17°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
18°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
27°C
Curitiba
15°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Último Segundo >> CE: obra de aquário já custou R$ 112 mi, mas nunca recebeu um peixe

CE: obra de aquário já custou R$ 112 mi, mas nunca recebeu um peixe

Aquário deveria ter sido concluído antes da Copa do Mundo de 2014. A ideia, agora, é da construção virar universidade

por

Rafael Nascimento

7 de janeiro de 2024

IG

Maquete do Acquário Oceânico do Ceará divulgada à época do lançamento da obraSETUR/DIVULGAÇÃO

Na última sexta-feira de 2023 (29/12), o governo do Ceará assinou um protocolo de intenção para doar o esqueleto do Acquário Oceânico para a Universidade Federal do Ceará (UFC), que pretende transformar a área em um novo campus universitário para o Instituto de Ciências do Mar (Labomar).

O novo campus vai contar com um “aquário virtual” e espaço de exposição para visitantes. A expectativa é que o Campus Iracema, como já é chamado oficialmente, esteja pronto em 2026. Não há previsão de quando as obras vão começar.

Uma obra monumental que virou um grande esqueleto de concreto

Esqueleto do Acquario do Ceará, que está com as obras paradas desde 2017Arquivo pessoal/Lucas Mendes

A construção do Acquario do Ceará, que seria o maior da América Latina e o terceiro maior do mundo, foi anunciada em 17 de fevereiro de 2009 pelo então secretário de Turismo do governo cearense, Bismarck Maia, no primeiro mandato de Cid Gomes, irmão do ex-ministro Ciro Gomes.

No mesmo ano, em 31 de maio, a Fifa (Federação Internacional de Futebol), anunciou Fortaleza como uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O futuro Acquario, então, seria um dos cartões-postais da capital cearense. A previsão era que a obra fosse concluída em 2010 e a abertura ao público em 2011, com uma estrutura monumental.

  • Um espaço de 21,5 mil metros quadrados;
  • Divisão em subsolo, térreo e dois pisos superiores;
  • Cinemas;
  • Túneis de observação submersos;
  • Simuladores de submarinos;
  • Elevador panorâmico da orla;
  • 25 tanques de animais;
  • Esculturas;
  • Fontes;
  • Um navio naufragado;
  • Expectativa de abrigar 35 mil animais
Ilustração de um dos espaços do Acquario do Ceará com o navio naufragadoDivulgação/Governo do Ceará

Quatorze anos depois o Acquario do Ceará já custou R$ 112 milhões e se tornou um esqueleto de concreto cercado de tapumes, uma vez que as obras estão paradas desde 2017. As informações são do G1.

O super aquário seria construído na rua dos Tabajaras, na Praia de Iracema, em um prédio abandonado do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), que funcionava em um terreno da Prefeitura de Fortaleza, e que foi desapropriado em um acordo entre o município e o governo estadual.

Acquário Oceânico aquário Ceara obra inacabada

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.