São Paulo
16°C
Rio de Janeiro
21°C
Brasília
27°C
Salvador
27°C
Belo Horizonte
25°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
28°C
Curitiba
14°C
Porto Alegre
17°C
Home >> Último Segundo >> Agência suspende temporariamente voos do 737 Max da Boeing nos EUA

Agência suspende temporariamente voos do 737 Max da Boeing nos EUA

Aeronave da Alaska Airlines transportava 171 passageiros quando parte da fuselagem do avião abriu

por

Rafael Nascimento

6 de janeiro de 2024

IG

Parte da fuselagem do Alaska Airlines abriu durante vooReprodução/Twitter 06.01.2024

A Agência Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) afirmou que vai determinar a suspensão temporária dos voos e inspeções de alguns aviões 737 Max 9 da Boeing operado por companhias aéreas americanas.

A decisão vem um dia depois de uma aeronave recém-fabricada do tipo, operada pela Alaska Airways, perder parte da fuselagem pouco depois de decolar.

An Alaska Airlines flight was forced to return to Portland International Airport after a section of the fuselage suddenly blew out of the plane Friday evening with a big boom and a rush of air through a gaping hole.https://t.co/GxzCvAsNqD pic.twitter.com/WgAYEXqXTA

— The Oregonian (@Oregonian) January 6, 2024

A decisão afeta cerca de 171 aviões em todo o mundo, segundo comunicado da FAA. A Alaska, segunda maior operadora mundial do modelo, com 65 aeronaves, já suspendeu a frota dos 737 Max 9 depois do incidente de sexta-feira (5), que ocorreu após a decolagem em Portland, no estado de Oregon.

A United Airlines, que é a principal operadora da aeronave, com 78 unidades,  também retirou alguns dos jatos de serviço para inspeções.

Relembre o caso

Parte da fuselagem do Boeing 737-900 MAX da Alaska Airlines se soltou durante vooReprodução/redes sociais

O voo 1282 da Alaska Airlines transportava 171 passageiros e seis tripulantes de Portland, no estado de Oregon, para Ontário, na Califórnia, na sexta-feira (5), quando cerca de 20 minutos de viagem a tripulação relatou um problema de pressurização.

Parte da fuselagem explodiu abrindo um buraco semelhante à abertura de uma porta. O acidente ocorreu a uma altitude de cerca de 16.000 pés (ou 4,8 mil metros). O piloto precisou fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Portland.

Acidente Alaska Airlines Avião voo

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.