São Paulo
17°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
17°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
18°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
27°C
Curitiba
15°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Último Segundo >> 8 de janeiro: Lira defende punição a todos os responsáveis pelo ato

8 de janeiro: Lira defende punição a todos os responsáveis pelo ato

Presidente da Câmara não irá ao evento que marca um ano da data

por

Brasil Econômico

8 de janeiro de 2024

IG

Arthur Lira, presidente da CâmaraReprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), usou as redes sociais nesta segunda-feira (8), um ano após o ataque golpista de 8 de janeiro de 2023, para defender punição aos envolvidos na tentativa de golpe. “Todos os responsáveis devem ser punidos com o rigor da lei, dentro do devido processo legal”, escreveu Lira no X, antigo Twitter.

“Há um ano as sedes dos 3 Poderes da República foram atacadas e depredadas num ato de violência que merece ser permanentemente repudiado […] A liberdade de manifestação e o direito fundamental de protestar jamais podem se converter em violência e destruição”, disse no fio.

Há um ano as sedes dos 3 Poderes da República foram atacadas e depredadas num ato de violência que merece ser permanentemente repudiado.

Todos os responsáveis devem ser punidos com o rigor da lei, dentro do devido processo legal.

1/5

— Arthur Lira (@ArthurLira_) January 8, 2024

O presidente da Câmara também ressaltou os trabalhos do Congresso após o ataque golpista. “A democracia, exercida por cada um dos três poderes nos termos delimitados pela Constituição, é o único caminho possível para o desenvolvimento, prosperidade, geração de emprego e renda e bem estar dos brasileiros e brasileiras”, escreveu.

Hoje de manhã, Lira decidiu não comparecer ao evento de um ano da data no Congresso. A equipe do político comunicou que ele permanecerá em Alagoas devido a questões de saúde na família.

Lira estava programado para fazer um discurso durante o evento e ocupar um lugar na mesa de honra ao lado de figuras como o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e o presidente Lula.

arthur lira oito de janeiro Política punição responsaveis

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.