São Paulo
20°C
Rio de Janeiro
23°C
Brasília
19°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
18°C
Fortaleza
25°C
Recife
25°C
Manaus
27°C
Curitiba
17°C
Porto Alegre
19°C
Home >> Economia >> Shein abre loja no Rio com roupas produzidas no Brasil

Shein abre loja no Rio com roupas produzidas no Brasil

Empresa quer aproveitar vendas do Natal

por

Brasil Econômico

11 de dezembro de 2023

IG

Shein Reprodução/Flickr/Diverse Stock Photos

A Shein está retornando ao Rio de Janeiro, quase dois anos após sua última presença na cidade. Desta vez, a plataforma de e-commerce chinesa de vestuário está lançando uma loja pop-up no segundo andar do shopping Fashion Mall, em São Conrado (Zona Sul). A iniciativa coincide com a temporada de compras de Natal, buscando aproveitar o movimento do varejo físico para promover sua marca.

A loja, ocupando uma área de 906 metros quadrados, estará aberta ao público do dia 15 (sexta-feira) até a próxima segunda-feira (18), com uma inauguração exclusiva para convidados na noite de quinta-feira. No entanto, o acesso à loja não será direto; os interessados ​​precisarão reservar um horário gratuitamente por meio da plataforma Sympla, com 10 mil vagas disponíveis para agendamento.

“Em Belo Horizonte, em julho, os ingressos acabaram em 3 minutos”, compartilha Raquel Arruda, diretora de marketing da Shein no Brasil, ressaltando a importância estratégica do Rio para a empresa e o desejo de incorporar elementos brasileiros à oferta da marca.

A primeira loja pop-up da Shein no Brasil foi no Rio, no shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, em março de 2022. No entanto, o modelo de negócio era diferente naquela época. Agora, a ideia é proporcionar uma experiência completa aos clientes, com 11 mil peças, incluindo 5 mil produzidas localmente. A coleção apresentará “looks” de verão, abrangendo moda masculina e plus size, com uma seleção dos estilos mais populares do aplicativo.

Esta será a quinta loja temporária da Shein no Brasil, com aberturas anteriores em São Paulo (novembro de 2022), Salvador (maio de 2023) e Belo Horizonte (julho de 2023). Apesar de ser uma empresa totalmente digital, a Shein busca expandir sua presença para o mundo físico através dessas iniciativas.

A empresa enfrentou críticas do varejo local, mas anunciou investimentos significativos no Brasil, incluindo um aporte de R$ 750 milhões para estabelecer parcerias com dois mil fabricantes locais. Em outubro, a marca informou que 213 confecções brasileiras já haviam produzido quatro mil modelos para a plataforma chinesa.

economia lojas Rio de Janeiro shein varejo

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.