São Paulo
14°C
Rio de Janeiro
21°C
Brasília
22°C
Salvador
26°C
Belo Horizonte
25°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
26°C
Curitiba
10°C
Porto Alegre
14°C
Home >> Economia >> Procurando emprego? Veja as 10 profissões que estarão em alta em 2024

Procurando emprego? Veja as 10 profissões que estarão em alta em 2024

Vendas e serviços gerais lideram demanda em 2023; este ano deve ser marcado por mais vagas em tecnologia

por

Bruna Correia

10 de janeiro de 2024

IG

Vendas e serviços gerais lideram demanda em 2023, aponta levantamentoAgência Brasil

Vendas, serviços gerais e saúde são alguns dos setores que devem estar em alta quando o assunto é oportunidade de emprego em 2024. Uma pesquisa conduzida pela Vagas, empresa de tecnologia para Recrutamento e Seleção, revelou que, em 2023, essas foram as áreas de cargos mais procurados na plataforma, representando conjuntamente 28,5% das oportunidades publicadas no portal. No período analisado, foram examinados 103.658 anúncios de oportunidades de trabalho entre os dias 01/01 a 17/12 de 2023.

As dez áreas com mais oportunidades representaram 62% das ofertas anunciadas, incluindo atendimento, administrativo, tecnologia e logística supply chain. Esse cenário evidencia uma ampla variedade de profissões em alta, mesmo em meio a um ano desafiador para diversos setores do mercado brasileiro.

“Apesar dos desafios enfrentados no decorrer do ano, o setor de serviços registrou um forte crescimento ao longo dos últimos meses, o que impactou positivamente essas áreas”, afirma Luciana Calegari, Especialista em R&S da Vagas. “Com o mercado aquecido, áreas como Saúde e vendas tendem a aumentar fortemente, refletindo uma busca maior das empresas por esses talentos”, defende.

Para a especialista, outro destaque é o setor de tecnologia, que enfrentou alguns desafios ao longo de 2023, com várias companhias realizando reestruturações. “Inegavelmente, foi um ano de grandes mudanças para o setor. Apesar disso, a área ainda conseguiu se manter entre as principais que mais registraram demanda, o que mostra a força deste mercado, mesmo em situações de maior instabilidades”, afirma.

Tecnologia seguirá em destaque em 2024 Se 2023 representou um desafio para o setor de tecnologia, com uma captação de investimentos abaixo do esperado, há uma expectativa favorável para 2024. Neste ano, espera-se que tecnologias como a Inteligência Artificial (IA) ganhem ainda mais destaque. Diante desse cenário, é previsto que a área de tecnologia continue a manter algumas das profissões mais procuradas no mercado.

“A IA está impactando fortemente o universo das profissões, com algumas delas ligadas exclusivamente a essa nova tendência, como o engenheiro de prompt, cujas atribuições envolvem, sobretudo, a execução de processos e soluções de inteligência artificial generativa”, afirma a executiva.

Profissões que mais devem estar em alta em 2024:

1. Área de Vendas

  • Vendedor
  • Consultor Comercial
  • Gerente de Loja

2. Área de serviços gerais

  • Operador
  • Eletricista
  • Almoxarife

3. Área de saúde

  • Enfermeira
  • Técnico de Enfermagem
  • Médico

4. Área de atendimento

  • Atendente
  • Recepcionista
  • Relacionamento com o Cliente

5. Área administrativa

  • Assistente Administrativo
  • Auxiliar Administrativo
  • Analista Administrativo

6. Área de tecnologia

  • Desenvolvedor/Programador
  • Suporte de TI
  • Analista de dados

7. Área de logística e supply chain

  • Auxiliar de Logística
  • Analista de Logística
  • Assistente de Logística

8. Área de manutenção

  • Mecânico
  • Técnico em Manutenção
  • Auxiliar de Manutenção

9. Marketing, comunicação e eventos

  • Promotor
  • Analista de Marketing
  • Analista de Comunicação

10. Recursos humanos

  • Analista de Recursos Humanos
  • Assistente de Recursos Humanos
  • Analista de Recrutamento e Seleção

Desemprego A taxa de desocupação no Brasil no último trimestre de 2023 foi de 7,5%. É o menor índice desde fevereiro de 2015. Especificamente para trimestres terminados em novembro, o índice é o menor desde 2014, quando alcançou 6,6%. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada no final de dezembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No trimestre encerrado em agosto, a taxa estava em 7,8%. Já o indicador do trimestre encerrado em agosto de 2022 era de 8,1%. O resultado foi influenciado pelo número de pessoas ocupadas, estimado em 100,5 milhões, o maior desde que a série histórica foi iniciada, em 2012. O número representa crescimento de 0,9% em 3 meses.

O número de desempregados ficou estável, 8,2 milhões de pessoas. É o menor contingente desde o trimestre encerrado em abril de 2015, quando havia 8,15 milhões de brasileiros procurando trabalho.

Desemprego emprego IBGE Trabalho vagas varejo

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.