São Paulo
29°C
Rio de Janeiro
28°C
Brasília
28°C
Salvador
31°C
Belo Horizonte
27°C
Fortaleza
31°C
Recife
32°C
Manaus
27°C
Curitiba
29°C
Porto Alegre
28°C
Home >> Economia >> Postos BR não poderão mais usar nome da Petrobras

Postos BR não poderão mais usar nome da Petrobras

Fim de contrato de parceria entre marcas está previsto para 2029

por

Brasil Econômico

10 de janeiro de 2024

IG

Posto de combustível Petrobras em Brasília (DF)Edilson Rodrigues/Agência Senado – 13.06.2022

Nesta quarta-feira (10), a Vibra anunciou que a Petrobras informou que não tem a intenção de renovar o acordo de licenciamento de marcas nos mesmos termos quando o contrato chegar ao fim, o que é previsto para junho de 2029.

O comunicado da Petrobras, de acordo com a Vibra, “não gera qualquer mudança na estratégia da companhia em relação a seus revendedores e clientes em geral”.

Dessa forma, a empresa, que tem origem na privatização da BR Distribuidora, afirmou que ela e a Petrobras continuam com a parceria para o uso de marcas. Segundo a Vibra, os mais de 8.300 postos espalhados pelo Brasil vão seguir usando a bandeira da Petrobras e as marcas que estão associadas a ela, pelo menos até o fim do contrato.

“Nosso contrato segue ativo e nada muda. Seguimos com excelente parceria com a Petrobras. Uma de nossas principais forças é a parceria que temos com a nossa rede de revendedores”, afirmou o CEO da Vibra, Ernesto Pousada, em comunicado.

Na nota, a empresa disse que a possibilidade de não renovação do acordo depois de 2029 já fazia parte dos planos de médio e longo prazos da Vibra.

Segundo a Petrobras, a não renovação do contrato vai permitir “a eventual avaliação de novas estratégias de gestão de marca e oportunidades de negócios”.

À agência de notícias Reuters, uma fonte da Petrobras afirmou, em anonimato, que “esse é um começo amigável que já foi conversado desde o ano passado com eles”.

“A gente levou um ano pensando, analisando e até conversando com a própria Vibra, e agora demos esse passo”, disse. “Não é quebra de contrato… Esse contrato nos termos de hoje não nos interessa renovar nas bases de hoje”, acrescentou.

A fonte ainda afirmou que o contrato acertado com a Vibra na gestão anterior da estatal foi “severo”, limitando a Petrobras de interagir “diretamente com o consumidor mesmo para novas formas de abastecer veículos automotivos ou novas formas de abastecimento”.

contrato parceria Petrobras Posto Petrobras renovação Vibra

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.