São Paulo
17°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
17°C
Salvador
25°C
Belo Horizonte
17°C
Fortaleza
26°C
Recife
26°C
Manaus
27°C
Curitiba
15°C
Porto Alegre
18°C
Home >> Economia >> Pix movimenta R$15,3 trilhões entre janeiro e novembro de 2023

Pix movimenta R$15,3 trilhões entre janeiro e novembro de 2023

Dados do Banco Central mostram que 143 milhões de pessoas físicas foram contabilizadas com cadastro no Pix ano passado

por

Brasil Econômico

3 de janeiro de 2024

IG

Seguro-PIX: bancos oferecem proteção em caso de sequestroRedação 1Bilhão Educação Financeira

O Banco Central contabilizou 143 milhões de pessoas físicas cadastradas de janeiro a novembro de 2023 no Pix, com um recorde de R$ 15,3 trilhões movimentados no acumulado do ano. O número é quase três vezes os R$ 5,2 trilhões de 2021, e 40% maior que os R$ 10,9 trilhões do ano passado.

Ao todo, cerca de 145 milhões de pessoas físicas se cadastraram no meio de pagamento até o final de 2023. O equivalente a pouco mais de ⅔ da população brasileira (67%). As informações são do Banco Central.

Automatizações no sistema Pix

O ano de 2024 começa com uma agenda de inovações em relação à automatização dos pagamentos, apesar dos atrasos nesse cronograma. A prioridade do Banco Central, nesta área, será o lançamento do chamado Pix Automático em outubro deste ano, que tem como objetivo facilitar pagamentos recorrentes, de forma programada e mediante autorização prévia do pagador.

Na prática, vai abranger pagamentos recorrentes a empresas, como as contas de escola, condomínio, clubes, planos de saúde, distribuidoras de energia e água, entre outras. Para o consumidor final, terá a mesma função do conhecido débito automático. Porém, como o sistema do Pix possibilita múltiplas transações em tempo real, haverá maior facilidade no processo de efetivação dos débitos.

banco central movimentações pix 2023 PIX Roberto Campos Neto

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.