São Paulo
22°C
Rio de Janeiro
26°C
Brasília
22°C
Salvador
29°C
Belo Horizonte
22°C
Fortaleza
29°C
Recife
29°C
Manaus
25°C
Curitiba
20°C
Porto Alegre
27°C
Home >> Economia >> 'Enem dos concursos': veja aqui as principais dúvidas sobre a prova

'Enem dos concursos': veja aqui as principais dúvidas sobre a prova

Ministério da Gestão e Inovação divulgou nesta quarta-feira (10) o edital com 6.640 vagas para diversos órgãos federais

por

Ana Carolina Montoro

10 de janeiro de 2024

IG

Após as reclamações, o Inep divulgou que estes casos terão uma regra diferente: estudantes prejudicados poderão fazer a prova de reaplicação, marcada para os dias 12 e 13 de dezembro. Cerca de 50 mil alunos atendem esse critério, segundo o instituto.Reprodução: Flipar

O governo federal divulgou nesta quarta-feira (10) os editais do Concurso Público Nacional Unificado, conhecido como “Enem dos Concursos”. O período de inscrições vai de 19 de janeiro a 9 de fevereiro. As vagas são para diversas áreas do conhecimento, em diferentes órgãos federais. 

Confira aqui as principais dúvidas sobre como funcionará o concurso unificado.

Quem pode se inscrever?

Das 6.640 vagas previstas, 5.948 são para quem tem graduação e 692 são de nível médio. Os salários chegam a R$ 23 mil. As vagas estão distribuídas em 21 órgãos diferentes do governo federal.

Dentre as vagas de nível superior, há cargos em diversas áreas de atuação, que exigem diplomas específicos. Veja aqui mais detalhes.

Quanto custa a inscrição?

Para nível médio, a taxa será de R$ 60, e para nível superior, R$ 90. Isenções são concedidas aos candidatos do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), aos que utilizaram o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou o Programa Universidade para Todos (ProUni) durante a graduação, e àqueles que passaram por transplante de medula óssea.

Como funciona o concurso nacional unificado?

Ele é uma iniciativa do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos aos outros órgãos do governo federal. O objetivo é centralizar os concursos autorizados para o recrutamento e a seleção de servidores públicos federais nas vagas autorizadas em diferentes órgãos e entidades públicas do Governo Federal.

O objetivo do concurso unificado é agilizar a contratação de servidores, reestruturando os órgãos federais após a perda de 73 mil servidores ao longo dos últimos seis anos.

Posso me inscrever em mais de uma vaga?

Sim. A proposta do Ministério da Gestão é que, no momento da inscrição no Concurso Nacional Unificado, os candidatos escolham um dos blocos das áreas de atuação governamental disponíveis no concurso. Depois desta escolha, os candidatos deverão indicar seu cargo/carreira por ordem de preferência entre as vagas disponíveis no bloco de sua escolha.

Assim, o candidato irá realizar as provas objetivas (comuns a todos os candidatos) e as provas específicas (objetivas e dissertativas)  do bloco de sua escolha.

As questões específicas serão definidas pelas comissões organizadoras dos diferentes órgãos e entidades públicas cujos cargos/carreiras compõem um determinado bloco. A proposta ainda será validada com os órgãos e entidades públicas que aderirem ao Concurso Nacional Unificado. Veja os blocos temáticos:

  • Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharias – 727 vagas
  • Bloco 2 – Tecnologia, Dados, e Informação – 597 vagas
  • Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas – 530 vagas
  • Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor – 971 vagas
  • Bloco 5- Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos – 1.016 vagas
  • Bloco 6 – Setores Econômicos e Regulação – 359 vagas
  • Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração Pública – 1.748 vagas
  • Bloco 8 – Nível Intermediário – 692 vagas

Onde serão aplicadas as provas?

Uma mesma prova será aplicada em 220 cidades, ao mesmo tempo. A inspiração para este modelo é o ENEM,  que já esteve em 1.727 municípios com aproximadamente 5.1 milhões de inscritos.

Com isso, o governo busca democratizar o acesso às vagas públicas a partir da diversidade geográfica de locais na realização do concurso, além de seguir políticas de acessibilidade e inclusão.

O Concurso Nacional Unificado prevê o estabelecimento de uma estrutura de governança sob a coordenação do Ministério de Gestão, em parceria com órgãos como o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e a Advocacia-Geral da União (AGU).

Além disso, o arranjo prevê a participação de comissões setoriais formadas por representantes de cada órgão ou entidade envolvidos. Contaremos também com a presença da Controladoria Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU) como observadores externos durante todo o processo.

Como as cidades foram escolhidas?

Para a seleção dos 220 municípios, foram consideradas a densidade populacional, o raio de influência de cidades médias e grandes e as facilidades de acesso entre elas.

Assim, foram selecionadas cidades e arranjos populacionais com mais de 100 mil habitantes conforme dados do IBGE. Para a Região Norte, foram consideradas cidades e arranjos populacionais com mais de 50.000 habitantes. Foram excluídas cidades e arranjos populacionais com mais de 200 mil habitantes, mas muito próximos de outros arranjos mais relevantes regionalmente.

Qual é o cronograma do concurso?

  • Publicação do Edital: 10/1/2024
  • Inscrições: 19/01 a 09/02/2024
  • Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/02/2024
  • Divulgação dos Cartões de Confirmação: 29/04/2024
  • Aplicação das Provas: 05/05/2024
  • Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redação: 03/06/2024
  • Divulgação Final dos Resultados: 30/07/2024
  • Início da Convocação para posse e Cursos de Formação: 05/08/2024
Concurso unificado Enem dos Concursos tira dúvidas sobre o enem dos concursos

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.