São Paulo
15°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
18°C
Salvador
27°C
Belo Horizonte
19°C
Fortaleza
27°C
Recife
26°C
Manaus
24°C
Curitiba
11°C
Porto Alegre
10°C
Home >> Último Segundo >> Eleição na Venezuela: Lula condiciona validade à postura da oposição

Eleição na Venezuela: Lula condiciona validade à postura da oposição

Segundo o presidente brasileiro, "Eleição na Venezuela: Lula condiciona validade à postura da oposição", fazendo alusão a Bolsonaro

por

iG Último Segundo

6 de março de 2024

IG

Lula fala durante anúncio de novo IFRJReprodução/YouTube/CanalGov

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), comentou nesta quarta-feira (6) sobre sua posição sobre as eleições presidenciais na Venezuela, que estão marcadas para o próximo 28 de julho. Segundo o petista, a eleição só terá validade caso a oposição do governo de Nicolás Maduro não “se comportar” como o ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro (PL).

A fala foi dada em uma coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, momentos antes de Lula se encontrar com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez. 

Na curta conversa com os jornalistas, Lula afirmou que estava “feliz” com as eleições na Venezuela, e disse estar confiante na lisura do processo eleitoral. “O que eles [venezuelanos] me disseram é que vão convidar olheiros do mundo inteiro”, disse o petista.

Entretanto, Lula afirmou que “se o candidato da oposição tiver o mesmo comportamento do nosso aqui, nada vale”. A fala faz alusão ao ex-presidente Bolsonaro. Até o momento, Lula não explicou o que seria esse “comportamento”. 

Bolsonaro disputou as eleições com Lula em 2022, perdendo no segundo turno com 49,1% dos votos válidos. Nos meses seguintes, ele não reconheceu a vitória de Lula no pleito.

No dia 8 de janeiro de 2023, a falsa informação de que Lula não teria ganhado as eleições acabaram despertando movimentos golpistas em todo país, eclodindo nos ataques contra as sedes dos Três Poderes. Uma possível articulação de um plano de golpe de Estado no dia, desencadeou uma investigação promovida pela PF.

Venezuela

Até o momento, a oposição não definiu um candidato da oposição para a disputa eleitoral. Em outubro de 2023, a oposicionista María Corina Machado venceu as eleições primárias da oposição. Mas, a Corte Suprema de Justiça do país decidiu em janeiro de 2024 retirou os direitos políticos e de ocupação de cargos públicos por 15 anos.

A eleição acontecerá no mesmo dia do aniversário do ex-presidente Hugo Chávez. Ele morreu em 2013. Um ano antes, Maduro, que era vice de Chávez, assumiu o poder e permanece há 12 anos.

Maduro já venceu duas eleições presidenciais. Entretanto, os resultados do pleito e os casos de violação de direitos humanos são frequentemente contestados pela comunidade internacional.

bolsonaro eleições Fala Imprensa Lula Maduro presidente Sanchez Venezuela

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.