São Paulo
15°C
Rio de Janeiro
22°C
Brasília
18°C
Salvador
27°C
Belo Horizonte
19°C
Fortaleza
27°C
Recife
26°C
Manaus
24°C
Curitiba
11°C
Porto Alegre
10°C
Home >> Eventos >> Coalizão das Frentes sela marco na articulação pela devolução da “MP do Fim do Mundo” ao Executivo

Coalizão das Frentes sela marco na articulação pela devolução da “MP do Fim do Mundo” ao Executivo

Setores pediram socorro aos parlamentares. Bancada vai dialogar para encontrar solução conjunta para desoneração da folha.

14 de junho de 2024

Durou uma semana a Medida Provisória 1227/2024, editada pelo Governo Federal, que havia entrado em vigor na última semana e causou descontentamento em diversos setores. A “MP do Fim do Mundo” uniu 28 frentes parlamentares em reunião-almoço da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), nesta terça-feira (11).

Além de afetar o mercado em um momento de crise, as alterações propostas acarretariam impacto na balança comercial brasileira e consequências prejudiciais para o sistema tributário. No setor do empreendedorismo, a medida impossibilitaria de compensar créditos de PIS e COFINS, ou seja, impactaria no fluxo de caixa das empresas.

Ainda durante o almoço, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Ricardo Alban, destacou que, após conversa com o presidente da República, teve a garantia de que a Medida Provisória seria devolvida.

“Se serviu para algo essa MP 1227, foi para mostrar a união dos setores. O agro e a indústria estão juntos por um Brasil melhor e mais desenvolvido. Vamos aguardar o fim dessa MP, mas já temos a confirmação de que será devolvida”, disse.

Logo após o evento das Frentes, o presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, anunciou a devolução de parte da medida provisória. O senador decidiu devolver a parte que trata da limitação dos créditos do PIS/Cofins. Com a decisão, o trecho perde a validade imediatamente.

Esteja sempre por dentro!

Assine nossa newsletter e receba as principais informações em seu e-mail.